Elon Musk compra Twitter por $44 bilhões

Por Alana Santos

Elon Musk anunicou ontem, dia 25, a compra do Twitter. O homem mais rico do mundo fez a aquisição completa e fechou um acordo por volta dos 44 bilhões de dólares.

Com isso, o Twitter volta a ser uma empresa de posse privada.

De acordo com o anúncio oficial, Musk pagará 54,20 dólares por ação, um valor 38% superior à atual cotação da rede social na bolsa de valores e que torna a aquisição a maior das últimas duas décadas. No anúncio, o empresário declarou que “a liberdade de expressão é a pedra fundamental de qualquer democracia” e que o Twitter “é a praça pública onde reside o debate sobre o futuro da humanidade”.

O conselho de administração do Twitter aprovou por unanimidade a transação, que a empresa espera fechar ainda este ano, aguardando a aprovação dos acionistas do Twitter, o recebimento das aprovações regulatórias aplicáveis ​​e a satisfação de outras condições habituais de fechamento.

Entre as principais expectativas de Musk no Twitter encontram-se um modelo de pagamentos (como já é feito no WhatsApp), transformando em lucro a influência social que o site possui.

Entre os interesses de Musk com a rede social está a ideia de voltar a tornar a plataforma relevante, tornar o código do algoritmo em open-source e lutar para tornar “de novo” o Twitter em um lugar de liberdade de expressão. Além disso, outras ferramentas e atualizações podem incluir a opção de editar tweets após a publicação.

Uma das preocupações do público é de o empresário permitir o retorno do ex-presidente norte-americano Donald Trump ou como ele vai utilizar para os próprios fins os dados de usuários acumulados pelo site.

Fonte/Créditos: B9.