Criatividade e empreendedorismo: a junção que deu certo

Por Alana Santos

A criatividade talvez seja o motivo pelo qual os seres humanos se diferenciam dos outros seres pensantes. Enquanto a maioria das outras ações podem ser repetidas até mesmo por robôs, a criatividade é inata e é expressada de diferentes formas. De acordo com o dicionário, criatividade é o termo dado à capacidade de criar e inventar, ou seja, inovar.

Com o propósito de entender a mente criativa, foi feito um estudo em Harvard, analisando as conexões neurais de 163 pessoas e nele foi constatado que as pessoas criativas têm essa conexão mais forte. E isso significa que as conexões do cérebro criativo são diferentes, as pessoas são mais capazes de ativar sistemas cerebrais que normalmente não funcionam juntos.

Sabendo disso, a criatividade abre portas tanto no dia a dia quanto o lado profissional. Um dos casos que pode exemplo disso é a marca do empreendedor Afonso Braga Neto e da cantora Gabi Luthai, Be Fresh Blends.

A criatividade é algo que se aprimora com o passar dos anos. Assim como nascemos com propensão e interesse para determinadas áreas e categorias como arte, exatas, linguagens e afins, desenvolvemos ela ao longo dos anos, acredito que a criatividade seja dessa forma. Precisamos exercitar essa parte do nosso cérebro por meio de referências como séries, filmes, livros, nosso dia a dia e até campanhas para inspirações“, afirmam eles.

A marca se diferencia justamente pela sua experiência sensorial, provocada pela tecnologia do produto. “A criatividade foi muito positiva porque aplicamos cada detalhe no produto, tanto no visual quanto no sensorial, para que o cliente tenha uma experiência incrível. Por exemplo, existem produtos que promovem superaquecimento da pele enquanto outros promovem aquele aspecto, gélido, sabe?“, diz o empreendedor. “Pegamos inspirações do que vimos no exterior“, completou a cantora.

Os criadores da marca afirmam que as diferentes viagens que já fizeram ao redor do mundo influenciaram no desenvolvimento do produto. Conhecer novas culturas, enxergar o que faz ou deixa de fazer sucesso no exterior, a forma que o consumidor se comporta fora do país, fizeram com que a Be Fresh fosse moldada em cima dessas inspirações. A criatividade pode vir de muitos lugares:

A criatividade, pra mim, é uma junção de toda a bagagem que você tem, de tudo que você vivenciou e aprendeu na sua vida, de tudo que tá no seu inconsciente; você fazer fluir tudo isso que já existe dentro de você. Sempre usei isso a favor de negócios na minha vida. Música sempre foi um sonho para mim, mas quem é artista, sabe: é um sonho distante. Assim, sempre arranjei uma maneira de patrocinar os meus sonhos, que foi por meio do empreendedorismo“.

Mas nem tudo é criatividade. O processo mais difícil, na maioria das vezes, nem é o brainstorm de ideias, mas como comunicar ao consumidor a proposta. “É preciso saber se comunicar e fazer com que sua palavra chegue à ele, mesmo que passe pelas perspectivas de cada um; isso não é um trabalho fácil. É preciso de muita persistência para não se frustrar“. E por essa razão, ele entende a necessidade da comunicação no dia a dia. “Tudo é comunicação. Não vivemos sem comunicação porque somos inteiramente comunicação. A forma que os outros nos enxergam e formam uma perspectiva sobre nós, sobre a nossa personalidade em si, já é uma comunicação“, finaliza Afonso Braga Neto.