circle-loader
Escrito por
239

A Globo Play anunciou recentemente que está de cara nova. Aproveitando o lançamento da série “The Good Doctor”, a plataforma publicou sua nova identidade visual e nova tipografia.

A reformulação aconteceu, pois o Grupo Globo planeja investir mais em filmes e séries importadas, ampliando a presença de produções não originais no catálogo do streaming, produto que planeja bater de frente com a Netflix.

A nova identidade visual do aplicativo é lembra muito o YouTube e une o logo da Globo ao “botão play”, que agora está totalmente integrado à marca da emissora. As letras em caixa alta foram substituídas por caixa baixa e perderam o efeito arredondado que as aproximava da antiga fonte empregada pelo canal de TV.

Antes

 

Depois

Aos poucos, a Globo vai revelando sua verdadeira proposta com o seu serviço de vídeo sob demanda. Segundo o diretor de tecnologia da TV Globo, Raymundo Barros, a proposta não é criar um produto OTT independente – como Netflix, Amazon ou Hulu – mas uma experiência totalmente integrada com a TV aberta.

Segundo ele, quando o serviço foi lançado, consistia basicamente dos mesmo programas já exibidos no canal aberto e foi disponibilizado apenas para as plataformas móveis Android e iOS. Porém logo eles perceberam que havia uma demanda maior para ter esses conteúdos na tela da TV.

O barato continuava sendo o televisor. Ele é um dos mais importantes devices para o consumo on demand“, explica.

O serviço ganhou aplicativos para todas as plataformas de smart TV. “Hoje gerenciamos um ambiente com mais de mil versões do Globoplay. Nos smartphones são apenas duas versões, iOS e Android“, diz, lembrando que os fabricantes apresentam novos releases a cada seis meses.

Hoje, o Globo Play disponibiliza atrações em exibição na emissora, como os capítulos de “Orgulho e Paixão”, “O Tempo Não Para” e “Segundo Sol”. Também produções do acervo, como a minissérie “Anos Rebeldes” (1992) e alguns episódios da primeira versão do “Sítio do Picapau Amarelo” (1977). Além, claro, da programação linear, ao vivo.

Vale lembrar que a Globo prepara um novo serviço de OTT, incluindo produções inéditas – casos de “Ilha de Ferro”, estrelada por Cauã Reymond e Sophie Charlotte, e “Assédio”, com Antonio Calloni e Paolla Oliveira. O projeto ainda não tem data de lançamento, porém, deve ser batizado de Globoflix.

  • 1.9K
  •  
  •  
  •