O estudante nova-iorquino de design industrial William Root criou uma prótese 3D diferente daquelas já existentes no mercado. Chamada de Exo-Prosthetic, a perna artificial foi desenvolvida utilizando titânio com laser sinterizado.

Enquanto as próteses tradicionais tem alto custo de produção, a criação de Root é mais acessível e seu design moderno e menos volumoso torna-se mais atraente. A Exo-Prosthetic é feita sob medida, baseada em modelagens que visam produzir um ajuste mais confortável para o corpo.

Segundo ele, há, hoje, 2 milhões de amputados nos Estados Unidos, com 185 mil novas vítimas a cada ano. 90% deles perdem justamente antebraços, mãos, pés e outras áreas periféricas do corpo.

 

Deixe seu comentário