Empresas brasileiras são reconhecidas como sustentáveis por anuário internacional

Por Alana Santos

Natura, Cemig e Klabin estão entre as empresas

A sustentabilidade é uma preocupação mundial. Mas, no Brasil, por conta do tamanho do país e, consequentemente do impacto que isso tem para o meio ambiente, é ainda maior. Desse modo, cada ação que visa poupar recursos é comemorada por toda a sociedade. 

O Brasil tem motivos para celebrar nesse sentido. O The Sustainability Yearbook 2021, elaborado pela S&P Global ESG, elegeu algumas empresas brasileiras como as mais sustentáveis do mundo. O relatório avaliou sete mil companhias que fazem parte do Dow Jones Sustainability Index. Então, são organizações grandes e que podem gerar um grande impacto. Saiba quais são elas!

Natura

Considerada uma das maiores empresas de cosméticos do mundo, a Natura preza pela sustentabilidade há anos. Para os consumidores, por exemplo, a companhia disponibiliza o Catálogo Natura no Portal Folhetos, como uma forma de reduzir o consumo de papel

No que se refere à produção dos cosméticos, desde 2007, a empresa é 100% zero carbono. Quando não é possível evitar a emissão do gás, a Natura compensa com a compra de créditos em projetos ambientais. Além disso, a organização faz parte do Programa Amazônia, uma iniciativa que visa preservar o ecossistema brasileira. 

Itaú

Por sua vez, o Itaú é um dos bancos brasileiros que mais apoia ações sustentáveis em todo o país. Uma delas começou em 2009 e tem como objetivo reduzir os resíduos eletrônicos. Como o descarte irregular desses componentes pode prejudicar o meio ambiente, a organização realiza campanhas para conscientizar os colaboradores, além de só fazer o descarte em empresas especializadas que podem fazer a reciclagem.

O Itaú também tem se destacado por incentivar a mobilidade. Já faz alguns anos que grandes centros metropolitanos como São Paulo e Rio de Janeiro contam com bikes do Itaú para alugar. O projeto tem um preço mais econômico e dá uma possibilidade a quem quer evitar o uso de carro.

SulAmérica

Assim como as outras empresas, a SulAmérica tem assumido compromissos importantes em prol da sustentabilidade. A seguradora faz parte de iniciativas de gerenciamento de riscos e oportunidades socioambientais, incluindo o Pacto Global das Nações Unidas (UN Global Compact). 

A empresa também assinou o Manifesto de Paris pela Ação (Paris Pledge for Action), cujo intuito é reduzir o aquecimento global, além de ser membro do Conselho da Iniciativa Brasileira de Finanças Verdes. 

Cemig

A Cemig é outra empresa que faz parte do Pacto Global das Nações Unidas e de outras iniciativas sustentáveis. Atualmente, a companhia, que é a maior distribuidora de energia do país, promove ações para diminuir as interrupções elétricas, além de fazer o manejo do ambiente quando necessário

Em 2019, por exemplo, a empresa plantou 100 hectares de vegetação e manteve outros 60 hectares, segundo o Diário do Comércio. A Cemig ainda mantém áreas de remanescentes florestais de elevado grau de conservação em várias regiões. 

Klabin

A Klabin também é uma das empresas mais sustentáveis do Brasil e por diversas razões. A primeira delas está no fato de a companhia fazer parte de diversos pactos internacionais voltados para as boas práticas ambientais.

Além disso, a marca possui vários certificados e está sempre estudando formas de causar menos impacto à sociedade. Uma das novidades da Klabin é a criação de embalagens sustentáveis para o comércio eletrônico. Como esse tipo de venda está crescendo, a empresa espera aproveitar a tendência para contribuir positivamente com a sociedade. 

Outras companhias que fazem parte do ranking sustentável são Bradesco, Banco do Brasil, Eletrobras, Telefônica, Braskem, Neoenergia, Petrobras e Suzano. Juntas, essas empresas prometem fazer a diferença por um mundo melhor

  •  
  •  
  •  
  •