Dicas para você criar um bom portfólio online

Por Alana Santos

Para você ter seu trabalho reconhecido, um bom portfólio é a porta de entrada para o sucesso. Acima de tudo o melhor portfólio é aquele que tem o seu estilo e mostra quem você é, o que você faz e o mais importante: o porquê você faz.

Separamos 8 dicas para você criar um portfólio online de qualidade. Não se esqueça de deixar nos comentários o que vocês acharam dessas dicas, e porquê não, o link do seu portfólio.

 

1 – Mostre apenas os seus melhores trabalhos

Essa dica pode parecer bobagem, mas muitas vezes as pessoas querem divulgar tudo aquilo que fazem, afinal “para o pai da criança o filho é sempre perfeito”. No caso do portfólio a qualidade sempre ganha da quantidade. Seja crítico consigo mesmo, o job que não for “perfeito” não se enquadra.

O ideal que é que você coloque entre 3 e 7 trabalhos. Mais do que isso você poderá deixar os visitantes do seu portfólio entediados e eles acabarão não vendo todo o seu potencial.

 

2 – Inclua somente o tipo de trabalho que você quer ser contratado para fazer

Inclua apenas os trabalhos que você quer fazer no futuro. Se você coloca no seu portfólio trabalhos maravilhosos de manipulação, as chances de você ser contratado para fazer jobs de manipulação são quase de 100%. Se o seu portfólio não tem um segmento específico fica complicado para alguém avaliar suas expertises.

 

Divisão por subcategorias pode ser algo interessado caso você trabalhe com muitos serviços.

Divisão por subcategorias pode ser algo interessado caso você trabalhe com muitos serviços.

 

3 – Compartilhe o processo

Ao divulgar seus trabalhos nós dissemos que você precisava ser seletivo, porém compartilhar seus protótipos, rascunhos é uma ótima maneira da pessoa entender o quão trabalhoso e quanto do seu talento foi utilizado naquilo.

Imagine que você está olhando o portfólio de um fotógrafo. Ao colocar todo o processo de arrumar a cena, equipamento, a paleta de cores pensada e o que a fotografia deveria passar, aquele trabalho não ganha muito mais valor agregado do que se você olhasse apenas o resultado final?

 

4 – Explique o que você fez

Uma dica para aqueles projetos que são desenvolvidos em grupo na sua agência: se você quiser colocá-lo em seu portfólio é preciso deixar claro qual foi a sua função, o que você fez, o processo ao todo e como a sua participação foi fundamental.

 

5 – Inclua o briefing e lições aprendidas

Quando uma pessoa está olhando seus trabalhos ela quer saber se o que o cliente pediu foi atendido. Compartilhar alguns pontos chaves do briefing é uma boa dica para ajudar a esclarecer seus resultados.

Outra coisa importante é compartilhar o que você aprendeu ao realizar aquele job, como aquilo te ajudou a crescer profissionalmente e a importância do trabalho em equipe.

 

6 – Conheça sua audiência

Para que todas as decisões ditas até aqui sejam tomadas é preciso que primeiro você conheça o seus visitantes. São eles que irão ditar as regras, já que não adianta nada você ter um portfólio perfeito se ele não se enquadrada nas características do público que você quer atingir.

Inspire-se em portfólios online de grandes artistas do seu segmento e estude sobre o público. Veja o que agrada e trabalhe em cima disso.

 

7 – Escolha o tom correto

Como muitos devem saber, a paleta de cores certa pode levar seu trabalho para outro patamar. Faça com que as cores escolhidas para o seu portfólio casem entre si, criando assim uma harmônia e algo “gostoso” de se olhar. Capriche nas thumbnails (:

 

8 – Utilize a plataforma adequada

Existem diversas plataformas que você pode utilizar na hora de criar o seu portfólio. O Squarespace e o Carbonmade podem ser boas escolhas, mas o melhor do segmento sem dúvidas sempre será o Behance.