Descubra como utilizar a Black Friday em favor da sua empresa

Por Alana Santos

Com a chegada da Black Friday é bem provável que você esteja sendo cercado de anúncios e promoções por toda a parte. Isso não é por menos, todos os anos milhares de consumidores aguardam essa famosa data para colocar as compras em dia.

Se você trabalha como social media, provavelmente já esteja tendo pesadelos com a data, ainda mais com todos seus clientes cobrando uma estratégia para alavancar as vendas e realizar uma ação especial.

É preciso tomar muito cuidado, pois se não for bem planejado pode acabar manchando a reputação da sua marca e prejudicando as vendas de maneira inigualável.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem te ajudar a utilizar a data em favor da sua empresa e evitar um desastre, confira:

Cuidado com os preços

Por mais tentador que possa parecer subir o preço algumas semanas antes e depois baixar drasticamente para dar a sensação de uma super promoção, ao fazer isso você coloca a reputação da sua marca em jogo.

Seja em um produto ou serviço os descontos precisam ser muito bem pensados para que o cliente realmente se sinta contente e tentado a pagar, de modo que você não saia no prejuízo.

Estude muito bem antes, até quanto vale a pena dar desconto, e analise quais estratégias seus concorrentes estão utilizando.

Analise a concorrência

Como dissemos na dica acima, observar o concorrente será uma grande arma para evitar que você fuja muito da realidade do seu nicho de mercado.

Por exemplo, se o seu cliente trabalha com smartphones é preciso analisar (com pelo menos 2 meses de antecedência) como andam os preços, assim como o modelo que o público mais está procurando para focar nele durante a Black Friday. 

O público do seu cliente prefere um Xiaomi? Samsung? iPhone? Tudo isso é importante para diminuir o raio de pesquisa, assim você ganha tempo montando uma estratégia para o que realmente importa.

Foque no que realmente importa

Você já deve ter percebido que uma dica leva à outra, e é verdade. É necessário utilizá-las em conjunto para maximizar suas chances de um resultado positivo.

Ainda pensando no exemplo do cliente que tem como produto principal o smartphone. Não adianta todas as campanhas e postagens que você planejar tenham como foco seus outros produtos (como carregadores, baterias, fones de ouvido e etc), sendo que a maior fonte de venda são os celulares.

É claro que você pode sim dar uma atenção para os produtos secundários, porém estes não devem ser o seu maior foco e nem tomar a maior parte do seu tempo.

Forneça as informações que o seu cliente precisa

Se prepare, pois quando a Black Friday estiver se aproximando os seus clientes irão te bombardear com as mais diversas perguntas (algumas até absurdas), mas é de sua responsabilidade auxiliá-los nesta hora.

Por mais difícil que possa parecer fazer todo o trabalho e ainda ter que lidar com as dúvidas do cliente é fundamental separar alguns minutos, ou até mesmo horas, para explicar a ele a importância desta data, como ele pode utilizar isso em favor do negócio, quais as melhores estratégias, enfim tudo o que ele precisa saber para que seus objetivos estejam alinhados com as expectativas.

Muitos clientes acreditam que a Black Friday simplesmente é uma data para dar desconto e estourar em vendas, mas como já sabemos ela vai muito além disso. e é É aí que você, profissional, entra.

É claro que algumas informações e dúvidas você não conseguirá ajudar seu cliente, seja por ser algo além do seu conhecimento ou algo que precise de um profissional específico. Apesar disso, é seu dever direcioná-lo para o caminho correto.

Use e abuse de designs chamativos

Agora é a hora que você pode ouvir as dicas do cliente e “aumentar o logo”. Brincadeiras a parte, as postagens de Black Friday precisam ser chamativas e prender a atenção do público para serem eficientes.

Você pode caprichar em fontes especiais para esta data, com letras grandes e de fácil leitura. Se estiver com dificuldade de encontrar algo assim, nós já fizemos uma postagem com uma fonte gratuita para Black Friday.

Além da fonte, é bom s e atentar as cores também, se a paleta de cores do seu cliente for muito fria e não tão chamativa, talvez seja bacana analisar quais as cores opostas (sem fugir da identidade visual dele), que combinam mais com esta data tão festiva e agitada.

As cores preferidas das marcas costumam ser o amarelo, vermelho, laranja e obviamente o preto.

Sane as dúvidas do público

Ao criar as postagens é bom ficar atento se elas realmente são relevantes ao seu público.

Não adianta criar um milhão de posts aleatórios que não trazem nenhuma informação importante ao público.

Uma boa dica é ver quais as principais dúvidas dos usuários e utilizar isto como base, por exemplo:, “os smartphones da Xiaomi são realmente bons?” ou “Qual a durabilidade de um aparelho da Samsung?”

Use isto para responder de maneira criativa as principais dúvidas, deste modo você conseguirá prender a atenção do potencial cliente e terá mais chances de realmente converter em uma venda.

No exemplo que demos acima, uma ação poderia criar uma postagem de blog explicando as vantagens e desvantagens de cada aparelho e colocar uma chamada para ou o site de venda do seu cliente, ou até mesmo convidando o leitor a conhecer o espaço físico e conferir as novidades.

Esse tópico pode ser explorado de diversas maneiras e você pode usar e abusar da imaginação para encontrar soluções criativas.

Crie uma expectativa

Apesar de já estará um pouco em cima da hora, ainda dá tempo de você montar uma estratégia para este tópico.

A grande sacada da Black Friday é que ela cria uma expectativa nos compradores de que eles precisam ficar de olho nas promoções neste dia e comprar tudo o que eles esperaram o ano inteiro.

É neste momento que você, como social media, precisa trabalhar nesta expectativa do cliente. Crie uma sequência de postagens para que eles fiquem ansiosos pela chegada do dia e sintam que será uma oportunidade única para a compra.

Se você conseguir fazer isto, o sucesso é garantido! Mas você precisa ficar extremamente atento, pois se criar uma expectativa alta demais e não cumprir com o prometido ou até mesmo acabar decepcionando os compradores (seja pelos preços, dificuldade de acesso, fretes absurdamente caros, poucos produtos e etc), o resultado será negativo e não só durante a data, podendo até mesmo a manchar a reputação da empresa de forma definitiva.

Um bom exemplo prático e real, é a Black Friday realizada pelo KaBuM!. pela Kabum! Todos os anos eles fazem da data um mega evento, com promoções que importam ao público e, cronômetro de promoções, de modo que o cliente público consegue ficar sabendo antes qual será a próxima oferta e criando a expectativa de compra do produto.

A estratégia utilizada por eles sempre funciona e acaba sendo exemplo de sucesso para outros e-commerces. Caso queira conferir a página de vendas utilizada por eles, basta acessar este link e dar uma olhada nas estratégias realizadas utilizadas para trabalhar a expectativa do cliente.

Facilite a compra

Não existe nada pior do que você ver uma promoção, fazer de tudo e não conseguir comprar o produto.

Mesmo que esta não seja sua responsabilidade você deve alertar o seu cliente/desenvolvedor sobre os possíveis problemas que podem ocorrer. , pois senão fizer isso e der problema, pode ter certeza que uma parcela da culpa será jogada para você.

Entre os problemas mais comuns estão: site fora do ar e/ou preço errado do produto. No primeiro caso você já deve estar bem acostumado, afinal, quem nunca tentou pegar uma promoção do tipo “boa demais para ser verdade” e nem mesmo conseguir acessar o site para ver se era real ou apenas um engano?!

Converse com seu cliente sobre a possibilidade de aumentar a banda do site pelo menos no mês da Black Friday e mantenha um plano B sempre à mão para o caso de algo dar errado.

Já para o segundo caso é muito comum, com a correria, acabar colocando o produto com um preço absurdamente baixo (claro que isso não seria de propósito) como, por exemplo, um smartphone da Xiaomi por R$1,00 ao invés de R$1.000,00.

É preciso se atentar para que isto não ocorra, pois se acontecer a lei está do lado do consumidor e infelizmente seu cliente terá um certo prejuízo.

Seja realista

Depois de tanta preparação, planejamento e trabalho, precisamos falar também sobre algo que muitos fogem: a necessidade de ser realista.

Não prometa ao seu cliente uma avalanche de vendas, pois você nunca sabe qual pode ser o resultado. Neste ano pode ser que os consumidores decidam que não vale a pena esperar pela data, ou talvez o público do seu cliente ainda não esteja bem desenvolvido e ela não tenha o reconhecimento que seria necessário para alavancar as vendas.

Seja realista e converse com ele que sim, pode acontecer de ter diversas vendas, assim como existe a possibilidade de nenhuma, ou pouquíssima.

Se prepare para os dois cenários, deste modo seu cliente não se sentirá enganado com uma “falsa” promessa de melhorias.

Revise

Como dissemos alguns tópicos acima, um dos erros mais comuns na Black Friday é o de preços ou informações erradas e isto sempre acarreta em prejuízo para o cliente.

Por isso é sempre muito importante tomar cuidado e, ainda mais importante, revisar tudo com extremo cuidado antes de sair divulgando.

Separe um bom tempo para esta tarefa. Talvez seja o caso de que, se este não seja o seu forte, contratar um profissional terceiro somente para a revisão.

Não tenha vergonha de pedir ajuda

É preciso reconhecer que você não conseguirá fazer tudo sozinho e que precisará de ajuda.

Será necessário que você veja quais tarefas conseguirá e o que não será possível entregar e ser franco com seu cliente. Deste modo você evita entregar um trabalho mal feito e conquistará a confiança dele.

Não é vergonha alguma admitir que ainda não tem conhecimento para determinada tarefa e pedir por ajuda. Algumas vezes será necessário recusar um trabalho também, seja por falta de tempo ou expertise.

Mas não se preocupe, isso só fará de você um profissional ainda melhor no futuro.

Aprenda com seus acertos e ainda mais com seus erros. Saiba que algo pode sim dar errado e quem nem tudo está no seu controle (como, por exemplo, problemas de conexão com a internet, problemas com servidor, redes sociais fora do ar e etc).

Faça o seu possível

Por fim, mas não menos importante, faça o que está dentro do seu possível. Você é humano e não adianta tentar abraçar o mundo.

Não tente vender algo além do que você sabe que poderá entregar e não abrace o mundo. O seu limite é mais que aceitável e se seu cliente fechou com você é porque ele acredita no seu potencial, não se preocupe com isto.

Faça todo o seu trabalho, planeje e se programe, afinal, além de profissional você também é consumidor, vai que você também está a fim de fazer algumas comprinhas de final de ano, não é mesmo?

Gostou? Conte para nós o que você costuma fazer para se preparar para a Black Friday e quais estratégias costuma utilizar com seus clientes. Quem sabe suas dicas não poderão ajudar um outro profissional no futuro.