Uber irá desativar a conta de passageiros “ruins”

Por Alana Santos

Uber sempre cobrou um certo nível de comprometimento por parte dos seus motoristas, para que eles prestassem um bom atendimento e fossem confiáveis.

Porém agora, a nova preocupação da empresa é o comportamento dos próprios passageiros. A primeira fase das desativações já começou nos Estados Unidos e Canadá, que usa como critério a avaliação no sistema dada pelos motoristas.

“Respeito é uma estrada de duas vias, assim como a responsabilidade. Os motoristas já há algum tempo recebem exigências de cumprir com uma avaliação mínima dentro da plataforma que pode variar de cidade para cidade.”escreve a diretora de segurança da marca Kate Parker no anúncio da medida.

“Enquanto nós esperamos que um pequeno número de passageiros seja impactado pelas desativações baseado em avaliações, é a coisa certa a se fazer”, completa.

O critério usado para medir se o passageiro é um usuário bom ou ruim, lembra muito a que vimos na série Black Mirror. Eles buscam a nota média da região em que a pessoa se localiza e se o usuário estiver abaixo da nota geral da cidade, seu perfil corre risco de ser desativado.

A Uber explicou que antes de serem desativados, assim que os indivíduos entrarem nesta zona de risco de exclusão, eles receberão uma sequência de notificações para tentar melhorar sua nota antes que sejam eliminadas da plataforma de vez.

Vale ressaltar que esse sistema de métricas já vem sendo utilizado para manter a qualidade entre os motoristas da empresa, que segundo documentos vazados em 2015, fica na média de 4.6 estrelas na plataforma.

Caso a medida funcione, ela será implementada em todos os demais países onde a Uber está presente.