Mastercard suspende temporariamente veiculação de campanhas com Neymar

Por Alana Santos

É comum que marcas patrocinadoras de um grande campeonato de seleções de futebol fechem contratos com jogadores da competição para as ações durante os eventos.

A Mastercard, possui atualmente um contrato com o jogador Neymar e produziu diversas peças publicitárias que seriam utilizadas nos próximos dias.

Porém a recente acusação de estupro e agressão contra o atacante brasileiro neste momento fez com que ela mudasse de ideia quanto a se associar ao jogador.

Diante da situação atual, foi decidido suspender temporariamente parte da campanha, aquelas em que o jogador apareceria e que seriam veiculadas para a Copa América.

Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, afirmou a empresa, por meio de um comunicado encaminhado para a imprensa.

Recentemente, a Mastercard já havia se posicionado sobre o assunto e havia demonstrado que estava preocupada com o cenário atual, afirmando estarem cientes e preocupados com a situação.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que a associação da marca com o jogador gera de algum modo assunto de imprensa, já que na Copa do Mundo em 2018, o técnico Tite criticou abertamente a patrocinadora pela criação de uma campanha que prometia doar 10 mil refeições para entidades carentes à cada gol que o Neymar e Messi fizessem durante a competição.

Na visão de alguns especialistas de marketing esportivo do país, dependendo da proporção que o caso ganhe nos próximos dias, há risco das marcas encerrarem não apenas as suas campanhas, mas todos os contratos com o atleta.