Mastercard e Ambev retiram patrocínio à Copa América

Por Alana Santos

Depois de toda a repercussão negativa que a decisão do governo federal e da CBF de trazer a Copa América para o Brasil depois que o Chile e a Argentina desistiram de sediar a competição por seus problemas políticos e sanitários, a Mastercard e a Ambev, que eram patrocinadoras do evento, informaram que não irão expor suas marcas na competição.

Em uma nota divulgada hoje, a empresa informou que “A companhia segue com seu compromisso e apoio ao futebol brasileiro”, mas decidiu não expor nenhuma de suas marcas na competição que será disputada esse mês pelo Brasil.

A notícia não surpreendeu o público, já que os próprios jogadores da Seleção Brasileira admitiram que não tem interesse em disputar a competição.

Apesar de muitos argumentarem que no Brasil já está sendo realizado competições regionais, nacionais e continentais, a situação é mais complexa, já que o torneio de seleções da Conmebol traria milhares de profissionais da imprensa estrangeira para o Brasil, que não teve o mínimo planejamento para isso, além de custar milhões aos cofres públicos em meio a uma crise sanitária e econômica.

Os jogos da competição serão realizados no estádio Mané Garrincha, em Brasília; Arena Pantanal, em Cuiabá; Estádio Olímpico, em Goiânia; e Nilton Santos e Maracanã, ambos no Rio de Janeiro.

Fonte/Créditos: B9.

  •  
  •  
  •  
  •