Magazine Luiza, Netflix e iFood são as marcas mais relevantes durante a pandemia

Por Alana Santos

A HSR Specialist Researchers, maior empresa independente de pesquisas de mercado do Brasil, realizou um estudo desde o dia 24 de março para listar um ranking de “Marcas Transformadoras“.

A pesquisa foi realizada com o objetivo de identificar as empresas que têm sido mais capazes de construir relevância para o consumidor durante a pandemia de Covid-19.

Dez empresas têm se destacado como as marcas que se mantiverem de forma consistente no ranking que já realizou 18 mil entrevistas, sendo o maior estudo de marcas já realizado no Brasil.

Durante todo o período de pesquisa dez marcas se mantiverem no ranking, sendo elas (em ordem): Magazine Luiza, Netflix, iFood, Natura, Ambev, O Boticário, Nestlé, Lojas Americanas, Mercado Livre e Samsung.

Tanto o Magazine Luiza como a Netflix se mantiveram com mais de 60 pontos em relação ao terceiro lugar

O Magazine Luiza alcançou seu lugar no ranking graças as diversas ações de apoio e a comunicação direta com a sociedade, como inclusão gratuita dos pequenos varejistas em suas plataformas de e-commerce, além das campanhas contra a violência doméstica.

Já a Netflix e o iFood já fazem parte cotidiano das pessoas e durante a pandemia se tornaram ainda mais relevantes e essenciais.

“Nesse sentido, as marcas precisam fazer uma leitura minuciosa do cenário para ir ao encontro das necessidades emergentes. A valorização do indivíduo, foco atual das empresas, não será suficiente para as marcas se manterem relevantes e admiradas. Essa equação passa a ter outras demandas, como postura voltada à sociedade, sustentabilidade econômica e visão de longo prazo, entre outros aspectos“, comenta Valéria Rodrigues, sócia-diretora da HSR Specialist Researchers.

A metodologia do ranking vai além das métricas tradicionais, agregando atributos de imagem alinhados com as tendências de relevância de marca, visibilidade e power of voice (potencial de comunicação da marca considerando o número de seguidores nas redes sociais). A identificação das marcas mais transformadoras passa por um cálculo, combinando essas três informações, gerando pontuação entre 0 e 300 pontos, sendo 100 para cada categoria de dados. Quanto maior a pontuação, mais a marca está associada à postura transformadora.

Para se aferir a relevância da marca e chegar ao resultado final, são identificados seis atributos essenciais neste novo momento, abrangendo: ações voltadas à sociedade; investimentos na segurança de seus consumidores; preparação para oferecer soluções aos clientes em momentos de crise; busca de inovação em momentos de crise; e atuação justa e ética.

O estudo “Marcas Transformadoras” ouviu mais de 18 mil pessoas, das classes sociais A, B e C, em todas as regiões do país.

Fonte/Créditos: B9.