Como fazer um currículo criativo e se destacar

Por Alana Santos

Em um mercado de trabalho competitivo, fazer um currículo criativo é essencial para se destacar. Veja como criar o seu!

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o currículo é o primeiro passo para se destacar dentro de um processo seletivo, aumentando suas chances de contratação. Mas muitas pessoas ficam com dúvidas na hora de montar seu currículo, sem saber quais informações são relevantes, qual a melhor forma de configurar a aparência do documento para que seja mais atraente, entre outras informações.

Talvez a maior dúvida seja como montar um currículo para quem nunca trabalhou e quais informações acadêmicas e pessoais serão interessantes para fazer com que o recrutador aposte em uma pessoa sem experiência anterior. Para que seu currículo seja visto e lido, aposte na criatividade. Saiba como!

Como criar um currículo criativo?

Na hora de montar seu currículo, é importante pensar nas habilidades que serão atraentes para os recrutadores, além das suas principais experiências acadêmicas e profissionais. Segundo a Época Negócios, apostar em habilidades incomuns pode ser uma opção para se destacar entre os demais. 

Em vez de listar habilidades comuns como atendimento ao cliente, liste alguma habilidade conquistada com seu trabalho de conclusão de curso, por exemplo, ou conte um pouco sobre um trabalho voluntário realizado.

Mas existem várias dicas úteis que podem nortear a criação de seu currículo, de forma criativa e atraente. Confira algumas!

1. Objetivo bem definido e de forma estratégica

Primeiramente é necessário ter em mente seu objetivo e contá-lo de forma estratégica. Os recrutadores utilizam esta informação para saber se a empresa poderá atender suas expectativas e se a função disponível será bem executada com as suas competências.

Não é interessante ser muito genérico, por exemplo citar “trabalhar na área de Engenharia” ou muito específico, como “ser analista de marketing”. O primeiro caso pode mostrar que você não tem ambições e o segundo pode excluir você de processos seletivos para outros cargos, pois irá parecer que você só está interessado na vaga de analista.

2. Fale de sua formação acadêmica e profissional

Descreva a sua formação acadêmica, incluindo prêmios ou menções honrosas que possa ter recebido durante sua graduação ou estudo. Para os candidatos que não possuem ensino superior, inclua a informação de ensino médio e outros cursos extracurriculares que tenha realizado, como idiomas, informática, artes, mesmo realizado em plataforma online.

Se já teve experiência profissional, é importante descrever a empresa, o período em que trabalhou e quais eram suas responsabilidades. Isso irá mostrar ao recrutador as atividades que você é capaz de fazer, podendo te destacar de outros candidatos.

3. Use um software de edição visual

Fuja do tradicional documento feito no Word para que o seu currículo seja visto e lido, afinal, o recrutador costuma descartar os currículos recebidos em até 10 segundos. Entenda que ele é uma peça de comunicação e deve expor o seu perfil, mas também mostrar o seu potencial e criatividade de criar.

Para isso, invista em um software de edição visual para ter um currículo diferente, que chame e prenda a atenção do recrutador, com formas e cores combinando entre si. Mas, cuidado na escolha das fontes, elementos gráficos e cores para não estar além do que a vaga requer.

4. Invista em um formato diferenciado

Ao fazer um currículo para a vaga de publicitário, varie um pouco o estilo e identidade do documento. Ou seja, mesmo que os campos sejam muito parecidos, como experiência, formação, dados pessoais e outros, a forma que você vai disponibilizar as informações será a chave para se comunicar com o recrutador.

Portanto, valorize seus pontos positivos, escrevendo o seu histórico profissional ou habilidades e graduação, por exemplo, na primeira página. Não ignore a parte visual, ou seja, adicione tabelas, gráficos e imagens.

Aproveite a tecnologia e monte um portfólio profissional com amostras do seu trabalho realizado profissionalmente ou projetos pessoais. Vale citar fotografias, peças, textos, entre outros para que o avaliador tenha noção do que você é capaz de produzir. 

Tenha em mente que o seu currículo é um resumo do seu portfólio. Então, não esqueça de deixar o endereço do seu portfólio online no documento.

Além desse, você pode se inspirar em algumas ideias já utilizadas por outros candidatos, como:

  • Pinterest: faça um mural com as principais qualificações para a tão sonhada vaga de emprego.
  • Gráfico: use-o para apresentar as suas formações, experiências e habilidades separadas por níveis e cores. É uma forma objetiva de apresentar as suas informações. 
  • Google Maps: os marcadores mostram os lugares que você esteve: trabalhando, viajando ou estudando. Isso ajuda a exibir o histórico de empregos, mostrar as culturas que já conhece e competências. 
  • Recibo/nota fiscal: apresente suas habilidades e experiências na descrição do produto e no lugar dos valores, adicione as datas de cada um dos seus empregos ou cursos. 
  • Infográfico: apresente os seus dados por categorias, bem como as suas habilidades, explorando ao máximo esse tipo de ilustração. 

5. Use o LinkedIn

Utilize esta rede social ao seu favor, pois muitas empresas usam o LinkedIn para buscar candidatos, realizar processos seletivos e saber mais sobre as pessoas que se candidatam para a vaga.

Manter o currículo do LinkedIn atualizado pode ser uma boa tática. Mas preencha-o de acordo com as características da ferramenta. Se você for um profissional da área criativa, adicione seu portfólio, antigos trabalhos, estudos, textos e publicações, entre outros materiais que possam mostrar suas habilidades para o recrutador.

O LinkedIn dá destaque para os cursos realizados, mesmo que online e de curta duração, além de ter a ferramenta de outras pessoas em sua rede, indicando quais as suas habilidades. Ou seja, outros colegas de trabalho ou antigos clientes podem indicar qual seu nível de experiência em cada habilidade.

6. Layout limpo e organizado

Ao montar o layout de seu currículo, pense na hierarquia de informações, além de escolher fontes legíveis, organizando as informações em tópicos para facilitar a leitura. Ao utilizar cores, prefira criar contrastes para facilitar a leitura, como texto preto em fundo branco, se quiser destacar alguma área coloque o fundo com uma cor escura e o texto em branco.

Além disso, a utilização da foto no currículo não é necessária. Hoje, o recrutador não se importa com a sua imagem pessoal e sim com suas habilidades.

Lembre-se de que você precisa criar uma carta de vendas e não apenas um currículo. Então, mesmo que seja apenas uma simples folha, adicione suas experiências e objetivos, apresentando-os como verdadeiros casos de sucesso.

  •  
  •  
  •  
  •