Como evitar o calote na hora de receber pelo seus serviços?

Por Alana Santos

Receber certinho sua grana como combinado após a entrega do job talvez seja o maior pesadelo do freelancer. Quem nunca teve aquele cliente que inventa mil desculpas para atrasar o pagamento? Para tentar te ajudar a evitar essa situação constrangedora, separamos 8 estratégias que ajudam a previnir esse tipo de problema.

1 – Cuidado com os clientes bandeira vermelha

Os clientes bandeira vermelha geralmente são aqueles que só pensam no preço. Não são organizados, ou pior ainda, eles tem uma atitude complicada que tornará difícil o tempo que você terá que trabalhar com ele.

Existem vários clientes que tem problemas em realizar os pagamentos, a melhor estratégia é evitá-los e saber quando é a hora de dizer não. Caso você ainda decida arriscar aceitando o trabalho dele, lembre-se que você terá que ter verba suficiente para arcar com os objetivos traçados + o pagamento atrasado.

 

2 – Mantenha claro os termos do contrato

Ninguém gosta de surpresas quando o assunto são cláusulas de contrato, ainda mais quando falamos de dinheiro. Seu contrato precisa ser claro na parte do pagamento: quando as faturas serão enviadas? Qual o prazo para pagamento? Como será feito o pagamento? O que acontece se atrasar?

 

3 – Faça com que seja fácil para o cliente te pagar

Seja flexível quanto ao modo de pagamento. Permita que o cliente pague da maneira mais cômoda para ele (não quanto a prazos, mas sim métodos para receber), deste modo você evitará que ele atrase ou deixe de pagar pelos seus trabalhos.

Ele quer parcelar? Crie uma conta no Bcash ou PayPal e mande a fatura via e-mail. E claro, não esqueça de acrescentar o valor das taxas que esses serviços oferecem na hora do saque.

 

4 – Use faturas eletrônicas

Conforme falamos na dica acima, a internet é algo muito acessado e simples de utilizar. Enviar a cobrança por e-mail ou através de uma plataforma específica ajuda a evitar aquela famosa desculpa dos pagamentos atrasados: “ah, mas eu não recebi a cobrança”.

 

5 – Peça um depósito inicial

Essa é mais uma boa prática do que uma regra propriamente dita. Pedir um sinal para o cliente antes de você iniciar o projeto garante que ele não irá desistir no meio do caminho e não te pagar nada. (Melhor um na mão do que dois voando não é mesmo?)

 

6 – Evite termos confusos na fatura

Quando o cliente recebe a fatura, ele irá conferir para ver se você não está cobrando nada além do combinado. Então utilize nomes simples para os serviços e deixe tudo bem detalhado para assim evitar conflitos quanto a cobrança que está sendo feita. Nessa hora o menos é mais.

 

7 – Inclua termos no contrato para quando o pagamento atrasar

Ter uma cláusula no contrato explicando que haverá “punição” caso o pagamento seja atrasado é outro modo de evitar o famoso calote.

 

8 – Cobre com mais frequência

Não deixe as dívidas do seu cliente acumulando. Se você precisar cobrar ele todos os dias, não sinta vergonha disso! Afinal você está apenas querendo receber pelo seu trabalho prestado.

Caso vocês tenham mais sugestões de estratégia ou casos que aconteceram com vocês, por favor deixem nos comentários!