Osklen é criticada por vender duas máscaras por R$147

Por Alana Santos

Diversas empresas mudaram seus produtos principais e começaram a produzir recursos necessários para enfrentarmos essa pandemia.

Com isso a Osklen havia começado a vender máscaras de proteção em seu e-commerce, porém cada kit com 2 máscaras custava incríveis R$147, o que gerou diversas críticas nas redes sociais.

O público considerou o valor do produto abusivo, apesar de se tratar de uma marca famosa e já conhecida pelos preços altos.

Para tentar se justificar, a Osklen divulgou uma imagem com o custo da produção e quanto eles recebiam de lucro. Confira:

Além disso, foi justificado que para cada kit vendido a marca iria doar uma cesta básica no valor de R$ 70 para a comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio.

No site o anúncio dizia que as máscaras foram produzidas por “bravas costureiras” durante o período de isolamento social.

O que mais revoltou o público foi que a “boa ação” das doações de cestas seriam 100% custeadas pelos clientes e nada pela empresa. A situação ficou pior quando Oskar Metsavaht, fundador da marca, comentou no Instagram: “Compra quem quiser”.

A Osklen entende que usar máscaras nesse momento é importante e quer levar aos seus clientes mais uma opção com peças funcionais, com design e qualidade“, dizia a marca no post em que justifica o preço e que depois foi apagado.

Apesar das tentativas as criticas continuaram e por isso a marca decidiu tirar o produto do site e deletar as comunicações sobre o mesmo.