Livro convida líderes a repensar comunicação nas empresas

Por Alana Santos

Como quase tudo, a Comunicação Corporativa está passando por transformações expressivas – e rompendo os limites dos departamentos dedicados ao tema. É com essa visão que o jornalista e empreendedor Rafael Araújo criou um podcast, que ganhou temporadas.

As histórias corporativas lá contadas se transformaram em livro, que acaba de ser lançado. Trata-se de uma leitura indispensável para pessoas que buscam evoluir enquanto líderes, inclusive melhorando os resultados no trabalho.

Para o autor, o ingrediente dessa transformação é a Comunicação, habilidade e competência fundamentais para lidar com a complexidade do mundo corporativo. Não se trata, simplesmente, de inovar com novas ferramentas e metodologias. Em um mundo cada vez mais digital, gerenciado por sistemas e pela inteligência artificial, o valor das pessoas torna-se ainda maior, bem como a importância da diversidade de abordagens, linguagens e meios para se conectar a elas. Vem daí um novo papel do líder, que precisa assumir, com maior intensidade, a posição de comunicador, responsável pelo engajamento de seu time e dos demais públicos estratégicos da organização.

“Esse não é um livro literário, muito menos técnico. É um livro para reflexão e para inspirar práticas essenciais. Foi pensado para pessoas que têm o dever de comunicar em nome de organizações. Vale para o estagiário, a diretoria e a presidência”, destaca o autor. Em 10 capítulos-episódios, o leitor tem a impressão de que está ouvindo um podcast. Muitas histórias, provocações, reflexões que estimulam o crescimento de quem lê e, como consequência, de sua organização e de seu time. Temas como gestão de crise, rádio-peão, bolhas corporativas, o desafio de comunicar a estratégia, poder do contexto, personalidade e paixão são tratados de maneira leve, objetiva e direta. Assim como é a linguagem falada dos podcasts.

Tudo Comunica é um chamado para aquecer a comunicação nas organizações. É uma inspiração para superar a frieza que ainda predomina nos canais e discursos corporativos. É um passo na direção de fundir a comunicação com outras disciplinas, muitas vezes vistas como distantes em diversas organizações. “É um livro para colocar ‘pulgas atrás das orelhas’ e estimular uma nova postura sobre a comunicação e a relação com a estratégia, com a gestão e com a cultura das organizações”, afirma.