Grupo A+E Networks abre plano comercial para novas produções

Por Alana Santos

Com o crescimento de audiência em todo o ecossistema das marcas, A&EHistoryHistory2 e Lifetime, o Grupo A+E Networks Brasil, em recente apresentação para o mercado, mostra o apetite por novos parceiros comerciais com produções locais para os interessados em alcançar a audiência de mais de 50 milhões de pessoas (telespectadores e fãs nas redes sociais somados).

Na prática, as oportunidades para os parceiros comerciais podem estar desde a integração de ações dentro do processo criativo de uma nova produção ou mesmo no desenvolvimento de peças e conteúdos customizados atrelados às programações dos canais, como foi com a Seresto e a série Top Dog com Desafio pra Cachorro, que além de branded content, contou com cross promotion e chamadas comerciais. A recriação da arma viking Hidden Blade, ícone do game Assassins Creed para o lançamento da edição Valhalla, mostrando como a arma foi feita – por Tom Silva, vencedor do Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina –, em ação com a Ubisoft, também foi resultado dessa união de forças.

No conjunto, a ideia do A+E Networks é relacionar a diversidade da programação, com destaque para as características editoriais de produções dos diferentes canais com temas de interesse do público (aventura, desafio, superação,  cultura) e setores para investimento publicitário (carros, sistemas de pagamento, alimentação, telecomunicação, tecnologia).

Cada um dos projetos em que estamos trabalhando é uma oportunidade única para a estratégia de negócios de nossos parceiros comerciais. Ao produzirmos conteúdo relevante para nossa audiência, oferecemos às marcas a possibilidade de conversarem com o nosso público, ampliando sua visualização, engajamento e interação, reforçando as relações emocionais entre eles e a nossa audiência,” destaca Raul Costa Jr, gerente geral do A+E Networks.

O “business solution” por canal

A marca History tem produções que se voltam a nichos temáticos, como Sextas de Adrenalina e Sábados de Mistérios, e com foco na produção local. Entre as novas produções originais, destaque para Mentes da Tecnologia, parceria com o grupo Omelete. Essa fase de desenvolvimento, segundo Raul, permite a integração de marcas e serviços para os parceiros comerciais desde o início do projeto. Nos últimos dozes meses, o canal cresceu 14% em audiência e avançou sete posições no ranking, com perfil majoritariamente masculino (homens AB 25+ e 35+), tendo acumulado 1 bilhão de vídeo views em 2020 e mais que 1,1 milhão de expectadores/dia. Ao assumir que a história não é coisa para ficar trancada em sala de aula, o History faz dela um show de informação e entretenimento, com novas produções, a exemplo de Abertos para Compras, que vai caçar “relíquias” da história brasileira, e de Carangas Absurdas, destinada aos mais radicais estilos de carros e aos parceiros comerciais que buscam conversar com os apaixonados por essas máquinas.

Outras oportunidades que dão abrangência para os anunciantes alcançarem a audiência do History são a quarta temporada da versão Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina e Andes Extremo, com o brasileiro Max Kausch, recordista mundial de escaladas, que na série tem o desafio de escalar os seis picos acima de 6.000 metros da Cordilheira dos Andes. Um universo repleto de aventura, lições de sobrevivência, resistência e com muita história também.

No Lifetime o “business solution” para parceiros comerciais atrela as relações do canal com a audiência feminina. “O Lifetime tem as mulheres como protagonistas, com produções que entre 1995 e 2016 tiveram diretoras e roteiristas à frente de 73% dos filmes”, afirma Raul.

As novas produções nacionais anunciadas são Mapa das Estrelas, uma maneira diferente de conhecer a vida de personalidades por meio de seus mapas astrais, e Passaporte Feminino, um relato de mulheres imigrantes que têm de se adaptar a uma nova cultura sem perder sua essência.

No A&E – que também criou novas conexões com a audiência ao experimentar, nos últimos 12 meses, 12% de aumento de público -, a aposta é relacionar a publicidade e integrar marcas a uma programação de filmes e séries exclusivas, como as novas temporadas de BullNCIS: Los Angeles e NCIS: New Orleans, e o retorno do sucesso Without a Trace – Desaparecidos, que tem a mesma pegada da série Cold Case. A chegada da nova temporada de Top Dog e a produção local da série Metropoli são outras oportunidades que o canal traz para gerar integração das marcas.

A eficiência muito além dos 30 segundos

Para conhecer em mais profundidade o comportamento de consumo de sua audiência, o A+E Networks vem realizando uma série de estudos de mercado, em diferentes categorias, como Bancos, Tecnologia, Carros, Alimentos e Bebidas, e um bem específico sobre os hábitos de compra em datas comemorativas e promocionais.

Com base nessas informações, o Grupo consegue hoje desenvolver estratégias customizadas adicionais aos comerciais de 30” dos clientes, para que possam alavancar a eficácia e eficiência de seus planos de comunicação, agregando formatos especiais e diferenciando mensagens, de acordo com as preferências da audiência.

E não é só isso. Segundo o executivo do Grupo, na outra ponta foi apresentada a solução Total Audience Plus, uma nova ferramenta de mensuração de resultado unificado e extrapolado nacionalmente. “Nossos parceiros terão em detalhes o resultado alcançado pelas suas campanhas em nossas plataformas. O dashboard é amigável e todos os resultados são auditados pela Ernst Young”, completa Raul.