circle-loader
Escrito por
6761

Há quase trinta anos, a Gillette lançava uma de suas campanhas mais marcantes da história. O comercial de um minuto alinhava a marca de higiene pessoal com o que na época eram considerados os ideais de masculinidade, da superação física até a sensibilidade do homem paterno e bom marido.

Confira:

A marcar resolveu resgatar o mesmo slogan The Best a Man Can Get para tratar do tema que agora soa um tanto espinhoso perante os múltiplos escândalos de assédio sexual e violência doméstica que vem tomando o noticiário nos últimos dois anos.

Soa como uma jogada pra lá de arriscada (e não deixa de ser, convenhamos), mas a peça We Believe: The Best Men Can Be no fim acaba funcionando exatamente por reconhecer as deficiências da masculinidade que a própria marca citou nos anos 80.

Confira:

O comercial tem gerado amplo debate e várias críticas. Entre as objeções, estão o fato de que o vídeo implicaria que a maioria dos homens é composta de assediadores sexuais ou violentos. Outros discordaram do anúncio por ter sido dirigido por uma mulher.

A marca se comprometeu, ainda, a doar US$ 1 milhão por ano para organizações sem fins lucrativos com programas projetados para “inspirar, educar e ajudar” homens de todas as idades a alcançar o seu melhor, tornando-se “modelo para a próxima geração”.

E você, o que achou de toda essa polêmica?