Cristiano Ronaldo troca Coca-Cola por água em coletiva e marca perde US$ 4 bilhões

Por Alana Santos

Durante a coletiva de imprensa para o jogo de Portugal x Hungria na Eurocopa, Cristiano Ronaldo, ao se sentar na mesa, o atacante português pegou às duas garrafas de Coca-Cola que ficam à disposição dos entrevistados e substituiu por uma garrafa de água.

Além do gesto, ele ainda recomendou que as pessoas bebessem água. A atitude inusitada logo viralizou nas redes sociais. Vale lembrar que a marca de refrigerante é patrocinadora oficial do torneio. Confira o momento:

O gesto, feito durante coletiva com jornalistas na véspera do jogo entre Portugal e Hungria, fez a marca sofrer uma desvalorização na bolsa de valores. Quando o mercado abriu nesta terça-feira, as ações da Coca-Cola custavam cerca de US$ 56,10 (R$ 284,43).

Pouco tempo depois, as ações caíram para 55.22 dólares (R$ 279,97), gerando um prejuízo bilionário para a marca americana patrocinadora da Eurocopa. Na prática, a Coca-Cola passou de um valor total de US$ 242 bilhões para US$ 238 bilhões, uma queda de US$ 4 bilhões.

A água que Cristiano Ronaldo exibiu na entrevista também é da Coca-Cola.