Carrefour é acusado de induzir consumidores ao erro pela forma de mostrar seus preços

Por Fillipe Luis

Uma cliente do Carrefour causou alvoroço no Twitter nos últimos dias ao divulgar um comportamento pouco usual da loja: a disposição dos preços por quilo, litro ou unidade em maior destaque que o valor do produto em si.

A primeira imagem foi a seguinte:

 

Na postagem em que reclamou disso, a usuária @jusantana acusou a companhia de estar “sempre induzindo os clientes ao erro” e recebeu diversas respostas – favoráveis e contrárias à sua fala. Muitas pessoas reclamaram que “caíram” na armadilha em outras ocasiões.

De acordo com o código de defesa do consumidor, “é enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário (…) capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedade, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços”. Foi essa informação, o primeiro parágrafo do art. 37, que o Procon enviou à cliente quando contatado a respeito.

 

Nota:

A rede informa que o episódio configura fato pontual e que prontamente corrigiu a sinalização das ofertas, além de reforçar seus procedimentos nesta loja. A empresa prestou todos os esclarecimentos à cliente e reitera seu respeito com as normas de defesa do consumidor.

  • 2.8K
  •  
  •  
  •