Após polêmica, Júlio Cocielo perde contrato com Coca-Cola, Submarino e Itaú

Por Fillipe Luis

julho, 2


O influenciador Júlio Cocielo foi um dos temas de maior repercussão durante o final de semana nas redes sociais. Na partida entre França e Argentina, o Youtuber fez o seguinte comentário referente ao jogador francês Kylian Mbappé:

Imediatamente inúmeros prints de tweets antigos vieram à tona questionando de fato se o comentário de Cocielo não era apenas uma brincadeira, mas sim um comentário racista por grande parte dos usuários. Muitas marcas que tem uma relação próxima com ele (Coca-Cola, Submarino, Itaú e Adidas) já estão se pronunciando sobre o ocorrido.

Em um post publicado na noite deste domingo, o Submarino afirmou que repudia veementemente qualquer manifestação racista e que tomará as providências necessárias.

A Coca-Cola que contou com ele durante as Olimpíadas de 2016 como garoto-propaganda, afirmou que não possui mais nenhuma ligação e que não tem planos para futuras parcerias.

“O respeito à diversidade é um dos principais valores da nossa companhia, em nossas campanhas celebramos as diferenças e promovemos a união. Manifestações preconceituosas não são toleradas. Repudiamos qualquer forma de racismo, machismo, misoginia ou homofobia”, diz a nota.

Já o Itaú, que tinha um comercial estrelado por Cocielo, acabou retirando de veiculação o mesmo e deixou claro em nota oficial que não tem mais ligação alguma com o Youtuber.

De acordo com o último levantamento do Google publicado pelo Meio & Mensagem, Cocielo aparece entre as dez personalidades de vídeo que mais influenciam os jovens.