Saiba por que os Stories do Instagram são um Sucesso enquanto o Fleets do Twitter foi descontinuado

Por Alana Santos

Instagram e Twitter são duas gigantes do mundo das mídias sociais. O Instagram conta com mais de 960 milhões de usuários ao redor do mundo e o Twitter tem mais de 400 milhões de contas ativas – e as duas redes continuam com expansões consideráveis.

Mas, em termos de recursos, nem sempre as ferramentas que funcionam em uma rede social conseguem prosperar em outras plataformas. É o caso da diferença de resultados entre os stories do Instagram e o fleets do Twitter.

Maior privacidade

Além dos recursos, há um grande debate sobre exposição nas redes e o modo como as plataformas lidam com os dados coletados de bilhões de usuários – o que tem levado muitas pessoas a buscar ferramentas para melhorar a privacidade, como navegadores mais privativos e ferramentas de VPN.

Uma grande quantidade de pessoas prefere fazer publicações nos stories por questões de privacidade porque, aparentemente, criar uma publicação temporária acarreta “menos exposição”. 

Na verdade, a exposição é maior: stories são, por padrão, públicos, e é preciso configurar as personalizações de privacidade para limitar o alcance deles.

As funcionalidades dos stories

No Brasil, o Instagram é sem dúvidas a rede social com mais destaque entre os mais jovens. De acordo com dados de uma pesquisa feita pela Opinion Box com mais de 2 mil usuários brasileiros do Instagram, 84% deles entram no aplicativo pelo menos uma vez por dia.

O recurso de stories tem destaque especial dentro da plataforma. Disponibilizada desde 2016, a função permite a publicação de vídeos e/ou fotos que ficam exibidos no perfil por um prazo de 24 horas e, depois disso, são excluídos automaticamente. A inspiração parece ter vindo de recursos semelhantes presentes no Snapchat.

Posteriormente, o Instagram criou a possibilidade de os usuários fixarem publicações do stories por mais de 24 horas, permitindo que o conteúdo fique visível mesmo depois deste prazo (através dos recursos de arquivamento e de destaques). 

Recurso essencial para gerar engajamento

Entre os usuários brasileiros, 62% fazem mais postagens nos stories do que no feed convencional. Além disso, 58% deles têm preferência por visualizar conteúdo disponibilizado nos stories, e não diretamente no feed (tanto em seus próprios perfis quanto nos perfis de outras pessoas).

Para criadores de conteúdo, o recurso ajuda a aumentar o engajamento com os seguidores e a medir o alcance do perfil já que, diferente das publicações convencionais, é possível ter um número exato de pessoas que visualizaram o story.

Tanto para perfis pessoais quanto de empresas, o engajamento com o público aumenta consideravelmente por meio dos stories. E os vídeos em geral geram mais aderência do público: segundo a Hootsuite, stories com vídeo conseguem um nível de engajamento 38% maior do que os feitos apenas com imagens.

Contraste com o fleets do Twitter

Tentando seguir tendências de outras redes sociais nas quais recursos similares ou iguais aos stories se mostraram muito bem-sucedidas, o Twitter chegou a lançar o recurso de fleets: destaque de um post por 24 horas, visível em um destaque logo na parte de cima do feed.

Mas, diferente do recurso do Instagram, o fleets não prosperou. Lançada em março de 2020, a ferramenta foi descontinuada já em julho de 2021. 

Segundo a empresa, o objetivo principal era fazer com que os usuários “furassem bolhas” dentro da rede, atingindo outros públicos – e, como o propósito não foi cumprido, a ferramenta foi retirada.

A adesão ao recurso foi baixa: 

Ironicamente, quando o Twitter anunciou o fim da ferramenta, uma grande quantidade de usuários aproveitou os últimos momentos de vida do recurso para postar uma grande quantidade de nudes através do fleets.

Conclusões importantes

Seja para perfis pessoais de influenciadores digitais ou para empresas, estratégias de marketing devem levar em conta as particularidades de cada rede social. O Instagram lida mais com imagens e vídeos, enquanto que o Twitter tem como forte o conteúdo escrito e o engajamento por ele.

Então, os mesmos recursos apresentam comportamentos e resultados diferentes em cada plataforma porque os propósitos delas são diferentes, bem como os comportamentos de seus públicos.

Com o uso certo das ferramentas ideais em cada plataforma, é possível atingir públicos em mais de uma rede social.

E, para usuários que desejam menos exposição, é interessante usar navegadores web mais privativos, boas ferramentas de VPN (que aumentam o sigilo das atividades online) e configurações de privacidade mais restritivas dentro das opções oferecidas pelas próprias redes sociais.