Marcas decidem tirar campanhas do ar por causa do coronavírus

Por Alana Santos

Com o surto do novo coronavírus muitas marcas estão sendo impactadas e tendo que mudar suas estratégias, chegando até a retirar do ar algumas campanhas.

Eles é o caso de algumas empresas como a Hershey, que precisou interromper a veiculação de duas das suas campanhas (no ar apenas nos Estados Unidos), por mostrar pessoas se abraçando e apertando as mãos – uma das maneiras mais comuns de contágio do vírus.

A companhia decidiu substituir os anúncios por peças mais focadas no produtos e não tanto em atos. A CMO Jill Baskin, explicou que a decisão foi tomada diante da sensibilidade em relação a interações humanas em meio a transmissão do COVID-19.

Já a marca de cerveja Coors Light havia planejado uma campanha que focava no produto como a cerveja oficial do home-office, mas ela também foi suspensa por receio de acabar passando a imagem errada sobre a marca.

A última coisa que queremos é que nossa comunicação soe insensível ou seja mal interpretada“, disse Michelle St. Jacques, CMO da marca.

O KFC acabou sendo afetado também, e suspendeu a campanha que mostrava algumas pessoas lambendo os dedos após a Advertising Standards Authority ter recebido reclamações de que o conteúdo era inapropriado durante o surto do coronavírus.

Esse são apenas alguns exemplos de marcas que tiveram que alterar toda sua estratégia devido ao surto dos últimos dias. Você conhece mais alguma que também foi afetada? Deixe nos comentários.

Fonte: Meio e Mensagem