10 dicas para se destacar como designer

O designer Gilberto Prado separou algumas dicas para todos os criativos que desejam se destacar em sua área. Confira essa super lista com 10 dicas sensacionais sobre design.

fabrica2

1- Valorize o trabalho em equipe.

Não seja um designer que gosta de fazer tudo sozinho! Compartilhe suas artes com colegas e peça opiniões. Pode ser que alguém tenha uma ótima sacada que vai te ajudar. Não tenha medo das críticas, saiba recebê-las.

2- Valorize o conteúdo.

Tão importante quanto o design, o conteúdo da peça não pode passar despercebido. Veja se as mensagens e os textos colocados nela são concisos e claros (vale discutir a ideia com o redator). Esta dica vale tanto para um design gráfico quanto para um design web.

Dica: Para web ou mobile, existe a região de primeiro acesso e nela é sempre importante colocar uma mensagem clara do que o site oferece! Veja o exemplo abaixo:

PublicitariosCriativos2

Imagem retirada do portfólio no Behance do Gilberto – Clique para acessar o portfólio

3- Pense antes de agir.

Sempre divida seu tempo entre pesquisar e fazer. Por exemplo: Se você tem 1 dia para fazer um layout, dedique a parte da manhã para pesquisar boas referências, se aprofundar no assunto, e a parte da tarde para criar o layout em si.

4- Pesquise referências.

Como dito no tópico anterior, pesquisar referências é algo de extrema importância. Mas veja: buscar referências é diferente de copiar! Esta etapa é importante para aquecer o nosso lado criativo. Tenha sempre um lápis e papel em mãos para criar rabiscos e fazer anotações relevantes sobre o assunto.

Para tornar nossa vida um pouco mais fácil, o Behance criou uma área para salvarmos nossas inspirações, dividindo em coleções, veja:

PublicitariosCriativos

Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique para acessar o link da coleção

5- Rabisco.

Você não precisa ser o melhor desenhista do mundo para esboçar uma boa ideia. Este é um hábito que deve ser criado, rabisque suas ideias sem medo. Mostre para sua equipe ou para seus colegas e antes mesmo de começar a botar a mão na massa, você já irá receber muitos feedbacks que irão te ajudar.

Veja alguns exemplos de como podem ser feitos os rascunhos e seus resultados finais:

PublicitariosCriativos1 PublicitariosCriativos2
Imagem/Reprodução Behance – Clique aqui para acessar o link do job 

6- Estude as ferramentas.

Ser bom em uma ferramenta não significa que você será um bom designer. É importante conhecer sobre grids, história da arte, composição de cores, contraste e por ai vai. Conquistar uma expertise nada mais é que uma bagagem conceitual. Isso te colocará em outro patamar no mundo do design.

Pratique sempre! Enquanto você trabalha é claro que estará praticando, mas tire também um tempo para criar coisas novas fora do ambiente de trabalho. Veja este exemplo que eu fiz para treinar um pouco de uma ferramenta:


Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique aqui para acessar o job completo 

7- Dedique-se ao máximo em cada trabalho.

Esta é uma dica que dou para todos que trabalham comigo. De o seu máximo em cada trabalho, faça o seu melhor! Sei que pode parecer meio clichê, mas representa muita coisa. Todo trabalho bem feito pode trazer muito resultado. São peças bem produzidas que formarão o seu currículo profissional. Claro que o tempo é um fator importante, então se esforce o quanto puder dentro do prazo do projeto.

8- Tente entregar sempre a mais.

Este é um hábito que eu sempre tive e acredito que pode ser um dos diferenciais que me ajudou a crescer na profissão. Não precisa ser algo complexo, basta ser alguma coisa que irá agregar valor no resultado final do projeto.

capa

Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique para acessar o link da arte

9- Peça feedback.

Isso vale para tudo!

Depois de terminar um layout, pergunte a alguém o que essa pessoa acha. Na maioria das vezes o layout que você está fazendo não é seu, então não se apegue. Lembre-se que ele será de um cliente. Pergunte ao cliente também o que ele acha. Alguns darão o feedback naturalmente, mas na maioria dos casos você precisa correr atrás. Pergunte o que estão achando do seu trabalho e o que você poderia fazer para melhorar. Entenda seus pontos fortes e fracos. Isso me ajudou muito, fez com que eu não ficasse sempre na mesma.

10- Nunca pare de aprender!

Eu já estudei muito sobre design, desanimei por um tempo e fui para o front-end, até que eu vi um caminho no qual eu poderia juntar os dois e comecei a aprender mais sobre UX Design. Ou seja, nunca parei de aprender! Hoje continuo nessa trajetória e almejo aprender ainda mais sobre tudo isso.

É preciso aprender algumas coisas diferentes também, não só design. Precisamos compreender como as coisas funcionam; para o que eles foram criadas; e para quem foram criadas. A partir desse entendimento e estudo, conseguimos criar coisas mais relevantes e interessantes para o público, seja uma peça gráfica ou uma peça web.

Se você curtiu as dicas do Gilberto, você pode entrar em contato com ele através da página no Facebook. E também pode dar uma conferida no portfólio dele no Behance!

23 anos, estudante de Publicidade e Propaganda e Técnico em Informática com Habilitação em Desenvolvimento de Sistemas. Palestrante nas áreas de social media e empreendedorismo digital e fundador do maior portal de comunicação do Brasil, os Publicitários Criativos.