Conar pune Felipe Neto por enaltecer consumismo infantil

Por Fillipe Luis

Na primeira reunião do Conselho de Ética do ano de 2018, o CONAR puniu uma campanha do youtuber Felipe Neto. No ano passado, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária já havia determinado a suspensão do vídeo “Desafio Felipe Neto vs. Lucas Neto (Na Netoland)”, em que os irmãos Netos divulgavam um sorteio que levaria seguidores para passar um dia na mansão da dupla.

Para participar, os seguidores deveriam se inscrever por meio de ligações telefônicas, sendo o principal problema de que o vídeo não deixava claro que tudo aquilo era um anúncio publicitário. Além disso, o órgão também questionou o fato de que as regras da promoção não estavam claras para os participantes e a mensagem principal continha linguajar impróprio para a audiência.

Embora a recomendação da suspensão do vídeo já tivesse sido cumprida no ano passado, o Conselho de Ética do Conar só julgou o recurso dos irmãos na semana passada. Como resultado, o conselho recomendou a sustação do anúncio, agravada por advertência ao anunciante. A decisão foi decretada por unanimidade entre os 41 conselheiros que participaram da reunião.