Consiga clientes pela internet: saiba como vencer este desafio

A maioria dos profissionais da área de comunicação sabe o quanto é difícil encontrar novos cientes, principalmente quando o meio de captação é pela internet.

Isso acontece muitas vezes pois não somos preparados para entrarmos no mercado. Nossos conhecimentos acabam sendo desenvolvidos com o tempo e com muitos erros cometidos ao longo do caminho. A personalidade de cada um também é muito importante em certos momentos, uma vez que a pessoa mais retraída tende a ter mais dificuldade em conseguir clientes.

Podemos dizer que com a evolução do mundo as coisas ficaram mais dinâmicas. Atualmente é comum os clientes a investirem 50% de sua verba para publicidade na internet e os outros 50% dividir entre ações urbanas, brindes, material explicativo, ações presenciais, etc.

Porém como angariar clientes através da internet?

Vivemos uma era digital com presença massiva de todos os públicos na internet. Podemos dizer que um pequeno percentual da população, apenas, não tem acesso à tecnologia de informação, sendo assim, é justo afirmar que existe público para todo tipo de negócio na internet. Mas será que você está buscando o público certo?

Para falar um pouco mais sobre esse assunto convidamos o expert Muca Vianna para passar algumas dicas de como melhorar a captação de clientes pela internet.

“ Como muitos sabem, eu ministro o curso Designer que Empreende, que é voltado para o desenvolvimento autônomo de profissionais da comunicação. No decorrer deste treinamento eu consegui perceber uma enorme dificuldade dos alunos na hora da prospecção e com o passar do tempo, notei algumas peculiaridades que se repetiam. Muitos deles reclamavam de não conseguir trabalhos suficientes para pagar as contas. Sendo assim, pude separar algumas das principais dificuldades que a maioria encontrava para tentar ajudá-los. ”

Saiba Mais: designerqueempreende.com.br
 

1 – Dificuldade em saber o que vender

Parece besteira, mas não é! A grande maioria dos designers não sabem o que vender. Quando indagados por um cliente sobre o tipo de produto que disponibiliza, eles sempre tem a resposta pronta: logotipo, identidade visual, social media, etc.

Apesar do designer ter um pleno entendimento do serviço prestado, quando um cliente contrata a criação de um flyer, um logo, folder, social media, na verdade ele está contratando apenas uma coisa: resultado! Ele não quer saber nada técnico acerca da criação, mas como aquilo poderá agregar valor ao produto dele e melhorar seu negócio.

2 – Dificuldade em distinguir seu público-alvo

A maioria ainda não percebeu que se ficar postando conteúdo para outros designers, vai atrair concorrente e não público com potencial de compra. Isso não é algo ruim, se o seu objetivo é passar seus conhecimentos para frente essa é a maneira ideal, porém muitos que querem ensinar passam por dificuldades financeiras e se colocam ainda em posição de ensinar outros profissionais a se projetarem no mercado. Resumindo, saiba escolher o seu público-alvo para que você não fique investindo seu tempo e dinheiro em algo que não trará resultados.

 

3 – Dificuldade em criar conteúdo adequado

Mais uma vez voltamos na questão da identificação do público. Mesmo quando identificado o público-alvo correto, há grande dificuldade em criar uma abordagem adequada para atrair a atenção destas pessoas. É preciso conhecer seu público e saber o que é necessário para atrair a atenção deles e transformá-los em futuros clientes.

 

4 – Má postura

Existe um mito que diz que “não devemos misturar vida pessoal e profissional”, porém a verdade é que não existe discrepância entre pessoal e profissional, é tudo vida. Seus perfis em redes sociais estão em constante observação. Com o passar do tempo, suas atitudes vão criando um conceito para as pessoas que estão ali vendo e elas podem ser clientes, futuras clientes ou conhecidas de clientes. Sem contar que aí mora algo perigoso chamado procrastinação, mas é assunto para outro texto.

 

5 – Não consegue calcular o raio de alcance

Este é um problema cometido por quase todos os profissionais, principalmente os que prestam serviço de social media. Geralmente acreditam que por ter a disponibilidade de atender todo um país, podem deixar o raio livre, atingindo qualquer cidade e estado.

Na verdade, é preciso calcular um percentual de público adequado para seu negócio, dando prioridade para os mais próximos, que lhe dê chances de ir até ele e criar um círculo de influência bastante coeso.

 

6 – Falta de conhecimento técnico para se divulgar

Mesmo tendo consciência de todos os itens acima, falta conhecimento sobre como fazer acontecer e gerar bons resultados. Observando todos os itens é possível reparar que todos eles são direcionados para a falta de estudo de mercado. Ou seja, não se pode ficar regrado a aprender somente técnica, não basta fazer trabalhos lindos e maravilhosos se na hora de convencer o cliente ele não sabe nem o significado da palavra resultado.

Trabalhando tudo isso que foi dito, você já começa a se engajar numa trilha rumo a grandes negócios. Imagine que você consiga desenvolver conteúdo que mostre para seu real público-alvo que contratar você é um enorme passo para o avanço da empresa dele.

 

Seja mais do que seu cliente imagina!

Estude como difundir seu nome de forma mais massiva, gerando referência para contatos em rede de influência onde você terá disponibilidade de ir até eles, ou vice-versa, mostrando seu trabalho e fazendo apresentações de qualidade.

Pense que antigamente você teria que se dar ao trabalho para ir até um cliente com uma pastinha mostrar o que faz, e muitas vezes não era tratado com muita educação. Agora você tem a internet, te possibilitando ter uma enorme vitrine, sem invasão de espaço, com seu potencial cliente decidindo no conforto de sua casa.

Lembre-se: ele quer resultados, não um malabarista de softwares. Com o passar do tempo, esta prática fica cada vez mais natural, trazendo de forma espontânea muitos clientes para você. Então é só colher os frutos de um trabalho sério e focado em resultados.

Gostou? Deixe nos comentários suas principais dificuldades na hora de conseguir novos cientes e para quem quiser resultados ainda maiores e lembre-se que está semana estão abertas 30 vagas para o curso Designer Que Empreende.

Saiba Mais: designerqueempreende.com.br
 

Estudante de Sistemas de informação com 21 anos, descobri que todos temos um pouquinho de publicitário em nós. Amo livros, chocolate, séries, e é claro, café! Revisora e Instagrammer do grupo Publicitários Criativos.