As censuradas obras deste garoto trans estão viralizando

Por Pedro Renan

Jasper Finn, de 18 anos e com um talento nato é morador do estado da Virgínia, nos EUA. Para um trabalho que valeria aqueles velhos pontinhos na universidade, ele fez verdadeiras obras de arte utilizando dois temas polêmicos: gênero e sexualidade. O que ele não imaginava é que seria censurado pela sua própria escola.

“A administração da minha escola me disse para eu parar de me concentrar em gênero e sexualidade porque isso era ‘inapropriado’. Mas eu não os escutei. E agora …“, escreveu no Twitter.

Apesar do aviso, a arte de Jasper acabou chegando até a College Board, que deu nota máxima as ilustrações do jovem, além de convidá-lo a expor no prestigiado AP Studio Art Exhibit.

Questionado sobre desistir da arte, após as críticas e censura recebidas, ele respondeu: “Jamais. A Queer Art é, literalmente, o único tipo de arte que realmente gosto de fazer. Arte é paixão materializada, e minhas paixões estão com a comunidade Queer“.

Queer Art ou Homo Art é um movimento artístico não oficializado, que ganhou força nos Estados Unidos e na Europa a partir da década de 1980. Suas criações abordam, de forma direta ou indireta, questões relacionadas à homossexualidade, com ligações à arte erótica, à arte conceitual e à arte contextual.

Informações sobre a Queer Art retiradas do Wikipédia.